Descubra todas as frentes de decode

Desenvolvemos continuamente novas metodologias de coleta e análise de dados para compreender fluxos

Somo um laboratório multidisciplinar de pesquisa e inovação digital da Decode.

Bridgerton: procura por livros cresce 3.330% após lançamento da série

Share:

Em suas primeiras semanas no ar, série da Netflix gera burburinho no digital e atrai atenção para a autora britânica Julia Quinn.


Mais novo sucesso da Netflix, a série Bridgerton vem incendiando o interesse por tudo que é relacionado a seu universo. A nova pesquisa da Decode, empresa de dados e client acquisition, mostra que após o lançamento da série a procura por “Box Bridgerton”, coletânea dos livros que deram origem à série, cresceu 3.330%, assim como a autora Julia Quinn, que teve 1.116% mais buscas.

A produção está em primeiro lugar no TOP 10 da Netflix em 76 países e os comentários sobre ela alcançaram 8,6 milhões de usuários no Twitter. A trama de época, que mistura ambientação deslumbrante, intrigas e apelo sensual, conta também com a assinatura de Shonda Rhimes. A produtora, que se tornou célebre por séries como Grey’s Anatomy e Scandal, também já foi 493% mais vezes mais procurada na internet após a estreia mais recente.

No Twitter, 84% das menções sobre a Bridgerton são de espectadores que se emocionaram e indicaram a série, enquanto 11% ainda não assistiram e apenas 5% esperavam mais devido à grande repercussão. Os principais motivos apontados para assistir à série são: os atores (55%), as cenas românticas e sensuais (30%) e até mesmo a trilha sonora (15%).

O efeito Bridgerton também já se faz presente no Instagram, gerando impacto no crescimento dos perfis dos intérpretes dos personagens mais procurados, que são, por ordem:

  1. 1. Colin (Luke Newton) @lukenewtonuk: +100.500 seguidores
  2. 2. Daphne (Phoebe Dynevor) @phoebedynevor: +521.220 seguidores
  3. 3. Simon (Regé-Jean Page) @regejean: +1.381.470 seguidores
  4. 4. Eloise (Claudia Jessie) – não possui Instagram
  5. 5. Anthony (Jonathan Bailey) @jbayleaf +208.530 seguidores

De acordo com a Analista de Consumer Insights da Decode, Letícia Diefenbach, esses dados mostram o mapa de um sucesso que aquece a cadeia produtiva e pavimenta a expectativa para novas produções. “Enquanto a Netflix espera que a série alcance a marca de 63 milhões de lares em seu primeiro mês de exibição, vai alavancando a curiosidade sobre tudo – e todos – ao redor dela”, resume.