Descubra todas as frentes de decode

Desenvolvemos continuamente novas metodologias de coleta e análise de dados para compreender fluxos

Somo um laboratório multidisciplinar de pesquisa e inovação digital da Decode.

Brasileiros estão descobrindo Clubhouse

Share:

A Decode fez um levantamento para entender como o público está reagido à novidade em outras plataformas digitais.


A onda do Clubhouse, nova rede social baseada em conteúdo de áudio, está chegando ao Brasil. Lançado em 2020 e com acesso restrito por meio de convites de usuários participantes, o aplicativo vem sendo bastante comentado na última semana. A Decode, empresa de dados e client aquisition, fez um levantamento para entender como o público está reagido à novidade em outras plataformas digitais. As buscas de brasileiros pelo novo app superaram em 66% a procura pelo TikTok no último dia 7 de fevereiro. Enquanto isso, no exterior, os usuários já estão interessados no valor das ações do app.

De acordo com a análise de posts publicados no Twitter (Período: 31/01 – 08/02 17.495 tweets), 44% dos comentários sobre o novo aplicativo foram positivos. Entre esses, 39% foram internautas procurando convite para o Clubhouse, 34% já entraram no app e estão gostando da experiência, 16% foram ofertas e divulgações de convites para o app, 9% divulgaram seu perfil no Clubhouse e 2% foram outros comentários. 29% ainda não conhecem o app.

A parcela de comentários negativos foi de 27% das menções. Desses, 33% utilizaram o aplicativo e não gostaram, 30% reclamaram que o app funciona apenas em iOS, 22% reclamaram da repercussão de mais uma rede social, 15% possuem o app mas ainda não entenderam como funciona.

O aplicativo ainda é novidade no Brasil, enquanto ao redor do mundo uma das pesquisas relacionadas é o valor das ações da Clubhouse Media Group Inc. Entretanto, no Brasil, no dia 7 de fevereiro as bucas por Clubhouse ultrapassaram as buscas por Tik Tok em 66%, atingindo uma estimativa de 2 milhões de buscas no país. (Google trends 01/02 – 08/02)

Segundo Renato Dolci, CEO da Decode, o aplicativo se beneficia do senso de exclusividade e do crescimento do consumo de conteúdo em áudio impulsionado pelos podcasts para atingir um público qualificado. “O lançamento mirou nos early adopters, com a priorização da plataforma iOS e o sistema de indicações. Do ponto de vista de negócio, um dos resultados disso é justamente despertar o interesse de investidores”, sinaliza.

Consultas relacionadas no Brasil:

1. “o que é clubhouse”
2. “convite clubhouse”
3. “clubhouse android”

Consultas relacionadas no Mundo:

1. “clubhouse app”
2. “clubhouse android”
3. “clubhouse stock”

De acordo com a análise de usuários brasileiros que seguem o perfil @join.clubhouseapp no Instagram (dia 08/02), o público interessado no app é 66% feminino e 34% masculino. As faixas etárias se encontram divididas da seguinte forma:

  • 19 – 24: 12%
  • 25 – 34: 41%
  • 35 – 44: 33%
  • 45 – 54: 13%
  • +55 anos: 1%