Descubra todas as frentes de decode

Desenvolvemos continuamente novas metodologias de coleta e análise de dados para compreender fluxos

Somo um laboratório multidisciplinar de pesquisa e inovação digital da Decode.

Passo a passo para um podcast que todo mundo vai querer ouvir

Share:

Veja como é possível começar a produzir o seu podcast até mesmo de casa.


O formato Podcast não é uma novidade em si, já que surgiu em 2004 com a popularização do iPod e dos feeds RSS – quem começou a acessar a internet quando tudo ainda era mato vai lembrar. No entanto, atualmente é um formato que tem ganhado cada vez mais espaço nas estratégias de marketing de conteúdo das marcas.

Isso tem um motivo muito claro: o crescimento de 67% no consumo nacional de podcasts só em 2019, segundo o Deezer, motivado pela popularização dos streamings de áudio no país e também de uma aceitação maior dos podcasts para consumo de conteúdo.

Não à toa, o público consome podcasts até mesmo no Youtube, que mesmo não sendo uma plataforma específica para áudio, é o lugar mais usado para escutá-los. Diante desse crescimento, diversos portais especializados definiram 2019 como o ano dos podcasts.

Calma, isso não significa que sua empresa está atrasada por não ter um podcast ainda. Sua estratégia de conteúdo para 2021 pode contemplar esse tipo de conteúdo, por exemplo.

É algo que faz muito sentido, já que assistentes virtuais como a Alexa, Cortana, Siri e o Google Assistente, estão começando a ser muito utilizadas para buscar conteúdo através da voz, ou seja, o SEO para voz também é algo extremamente importante e um podcast pode ajudar nisso.

Passo a passo para criar um podcast

A primeira coisa que você precisa ter em mente é: gravar uma voz mal gravada vai gerar um produto final – o podcast em si – de baixa qualidade. E não adianta pensar: “ah, depois o editor conserta no software de edição.”

Isso não significa, no entanto, que você vai ter de montar um estúdio super profissional para gravar o material da sua marca. Significa que você precisa comprar alguns equipamentos básicos para gravar um podcast com o mínimo de qualidade, em vez de sair gravando direto do seu smartphone.

Comece pelo planejamento

Fazer um podcast semanal ou mesmo quinzenal representa um novo investimento dentro da estratégia de marketing da sua empresa. Logo, o planejamento é uma etapa essencial para o sucesso do seu projeto.

Então comece seu planejamento elencando os seguintes pontos:

  • Qual ou quais são os objetivos do podcast?
  • Quais os resultados queremos gerar?
  • Como esses resultados vão ser medidos?
  • Qual o seu público-alvo e a persona do podcast?
  • Quais os principais temas que o podcast vai abordar?
  • Qual formato de gravação? (Entrevistas, mesa redonda, monólogo, diálogo, reflexões curtas, texto jornalístico, entre outros)
  • Quais plataformas vão hospedar seu podcast? (Spotify, Castbox, Deezer, Spreaker, alguma outra?)
  • Qual é a duração dos episódios? (10 minutos, 20 minutos, 1 hora, 2 horas)
  • Qual será a periodicidade do podcast (semanal, quinzenal, mensal)?
  • Quem será o apresentador ou a apresentadora (host) do podcast?

Por fim, organize também os textos de descrição do seu podcast e planeje pelo menos um semestre de temas que serão abordados. Depois, selecione os cinco primeiros, organize os sub-tópicos que serão trabalhados, quem serão os convidados e agende as datas de gravação.

É ideal que você já tenha pelo menos cinco episódios gravados quando for lançar o primeiro episódio já finalizado. Dessa forma, qualquer imprevisto não vai atrapalhar o lançamento de novos episódios, nem comprometer a periodicidade do seu podcast.

Crie a marca do seu podcast

Esse passo é relativamente simples para uma empresa, independentemente do tamanho ou mesmo que esteja começando, pois geralmente já possui um manual básico da marca. A ideia é elaborar um logo para o podcast, adaptado com relação às cores e um nome da marca. Tudo isso perpassa também a criação das vinhetas do podcast (abertura, fechamento), a linguagem usada e o tom de voz, bem como os bordões do apresentador, entre outros pontos.

Defina a estrutura de cada episódio

É ideal montar uma espécie de template para ser seguido a cada episódio, considerando todas as etapas para gerar um roteiro, não apenas para quem apresenta, mas também para o editor do podcast. Uma sugestão de estrutura é a seguinte:

  • Vinheta
  • Apresentação do programa e do host
  • Avisos
  • Apresentação do tema
  • Apresentação do entrevistado (quando houver)
  • Desenvolvimento da entrevista (ou dos tópicos do tema)
  • Preparação para a conclusão
  • Algum CTA
  • Encerramento

Equipamentos e conceitos básicos

Para qualquer gravação de áudio é necessário considerar o ambiente onde será feita a captação. Estúdios de gravação profissional possuem um isolamento acústico específico, mas isso envolve um custo que pode não ser adequado a um projeto que está no início.

O ideal é buscar um espaço isolado dos barulhos da rua e de vizinhos da empresa. Para conseguir isso, busque um cômodo mais ou menos assim:

  • Pequeno (2m²)
  • Com pouco eco
  • Piso de madeira ou com tapete
  • Paredes revestidas (cortinas, quadros, estante com livros)
  • Longe de janelas
  • Sem ruído de ar-condicionado
  • Para fazer a gravação, você vai precisar de um equipamento mínimo:
  • Microfone
  • Headphone
  • Computador com software de captação (Audacity, por exemplo)

Você pode investir em microfones condensadores mais profissionais, mas um microfone USB já é uma boa solução para fazer uma captação com o mínimo de qualidade e com um baixo custo. Alguns exemplos são o Docooler e o Bm100Fx 648.

Agora, um ponto muito importante: se você estiver gravando com mais de uma pessoa, o que é bem comum em um podcast, garanta que os equipamentos de gravação de todos estejam no mesmo padrão de áudio.

Isso porque a qualidade do equipamento varia naturalmente entre os participantes e isso afeta diretamente o resultado final do podcast. Ainda mais agora com a pandemia e gravações à distância feitas por videochamadas, é possível ter diferenças significativas na captação de áudio dos participantes.

Vai ser quase impossível evitar a diferença entre volumes e qualidade dos equipamentos dos participantes, em especial, se não estiverem no mesmo lugar. Dá para usar aplicativos que fazem a correção dos sinais das captações e nivelam todos em um padrão pré-definido.

O volume de gravação também é outro ponto bastante importante para ter qualidade na captação. Não coloque o volume nem muito alto (o que estoura a captação), nem muito baixo (que exige correção pegando o ruído do ambiente). Busque um nível médio, entre -6 e -3 decibéis.

Analisando os resultados do podcast

Alguns apps de edição e hospedagem como o Anchor ou o Castbox, por exemplo, possuem um painel que fornece alguns dados para acompanhamento e análise dos resultados dos episódios individualmente.

Com isso, você consegue verificar dados como:

  • O número de plays dos seus episódios
  • A audiência estimada
  • Localização geográfica dos ouvintes
  • Gráfico de episódios mais tocados
  • Quais plataformas seus ouvintes mais escutam o podcast

Essas informações podem auxiliar na definição dos próximos temas, atrações e convidados do podcast, seleção de outras plataformas para divulgar seu conteúdo além das redes sociais, entre outros insights importantes para melhorar seus resultados e ajudar a alcançar seus objetivos.